Diabetes um mal silencioso: saiba como controlar a glicemia.


A diabetes é uma doença que ameaça a população mundial em todas as faixas etárias. Porém, há dois grupos de pessoas em que sua incidência vem aumentando consideravelmente: crianças entre 7 e 12 anos e idosos acima de 70 anos, segundo fontes da OMS.

No post de hoje, falaremos sobre a diabetes na terceira idade: como reconhecer seus sintomas, tratar e, principalmente, controlar os níveis glicêmicos no sangue para manter a saúde e o bem-estar!

Diabetes: como surge e como identificar?

Existem três tipos de diabetes:

  • diabetes tipo 1;
  • diabetes tipo 2;
  • diabetes gestacional.

Diabetes tipo 1

Ocorre quando a produção do hormônio da insulina, produzida pelo pâncreas, torna-se insuficiente ou nula  para o organismo. Esse hormônio é o responsável por metabolizar a glicose do sangue, transformando-a em energia e em músculo, gordura e proteína.

Como consequência da falta da insulina há o acúmulo de açúcar no sangue, o que leva ao diagnóstico de diabetes tipo 1.

Diabetes tipo 2

A diabetes tipo 2 é um dos principais males de nossa sociedade. É conhecida também como “a diabetes da obesidade”, e está diretamente ligada ao aumento significativo de peso, sedentarismo, maus hábitos alimentares, envelhecimento e histórico de outras doenças.

Diabetes gestacional

Surge já nos primeiros meses de gestação, e está associada às mudanças hormonais da mulher durante esse período. Precisa ser muito bem acompanhada e, geralmente, o quadro desaparece após o parto.

É importante que idosos e familiares fiquem atentos quanto às mudanças comportamentais e, também, aos pequenos sinais enviados pelo corpo que indicam o desenvolvimento de diabetes. Confira:

  • falta de disposição, cansaço frequente e sonolência;
  • sede incessante e idas frequentes ao banheiro para urinar;
  • feridas e erupções nos membros inferiores que demoram a cicatrizar;
  • desmaios sem motivos aparentes e perturbação mental;
  • aumento do apetite;
  • perda parcial de visão.

Por que o diabetes na terceira idade merece atenção especial?

A diabetes na terceira idade, apesar de fácil controle, precisa ser muito bem monitorada. Isso porque, muitas vezes, ao chegar à melhor idade, o individuo já traz consigo um histórico considerável de outras doenças que também precisam ser bem controladas.

Doenças cardiovasculares, pressão alta, dificuldade de locomoção e doenças neurológicas são alguns dos agravantes que podem dificultar o diagnóstico de diabetes — ou mesmo demandar uma maior atenção para seu tratamento e controle.

Por exemplo: muitas doenças neurológicas podem causar tonturas, visão turva e perturbação mental, assim como os chamados picos glicêmicos no organismo. Quando isso ocorre, é necessário que familiares ou cuidadores saibam identificar o que está causando essas reações.

Uma forma de conseguir uma resposta rápida e eficaz é ter sempre por perto um aparelho portátil medidor de glicose.

Com preços acessíveis e eficácia no resultado apresentado, este é um item essencial para o controle e tratamento da doença, principalmente em pacientes que estão iniciando o controle e adaptando-se ao uso de medicamentos.

Como controlar a doença para levar uma vida saudável?

A diabetes não tem cura, mas tem controle — e pode ser administrada sem sofrimento pelo paciente. A principal recomendação de médicos geriatras e endocrinologistas é mudar o estilo de vida.

Não adianta apenas tomar medicação: ter hábitos saudáveis é algo fundamental para o controle da doença. Mas como fazer isso?

Veja a seguir:

  • ter uma alimentação saudável e balanceada, livre de gorduras, industrializados, sal e açúcares brancos;
  • atividade física regular (para idosos com dificuldade de locomoção, recomenda-se incluir sessões de fisioterapia);
  • medir regularmente os níveis de glicose no sangue (seja por meio de aparelhos portáteis ou de exames de sangue — A1c);
  • prevenir e ficar atento às lesões na pele. Sempre que um ferimento for notado, procurar orientação médica para que a cicatrização ocorra rapidamente, sem inflamações ou complicações adversas.

Sair do sedentarismo e incluir uma dieta mais natural, além de controlar doenças já diagnosticadas, é o caminho para manter uma vida regular e tranquila, mesmo com diabetes na terceira idade.

Gostou das nossas dicas e quer continuar aprendendo sobre o assunto? Veja como comprar o aparelho medidor de glicose ideal para você!

 

Compartilhe nossos Artigos!

Victória Régia

Empresa com mais de 28 anos de experiência no segmento nosso intuito é ajudar da melhor forma possível com dicas, noticias e cuidados. Trabalhando assim em prol da saúde tanto do paciente como da família e sociedade.

Victória Régia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *