Confira 5 dicas de comportamento para cuidar de pais idosos


 

Eles trabalham sorrindo, vivem uma vida intensa e se desdobram na busca de oportunidades. A maioria das ações são voltadas para a realização dos filhos e o certo é que os pais têm um papel essencial no desenvolvimento pessoal, social, espiritual e até mesmo, profissional dos filhos. Porém, como tudo na vida é um ciclo, aqueles jovens cheio de vida e energia acabam envelhecendo e a ordem das coisas se invertem. Chegou a hora de você, filho, cuidar de pais idosos.

Claro que um filho responsável não deixará o pai passar necessidade e nem viver a vida dele, mas é preciso dispensar uma atenção especial e tomar alguns cuidados para que a relação seja de troca, assim como eles faziam quando você ainda necessitava de cuidados especiais.

O fato é que ninguém se prepara para ver os pais com certas dificuldades. Se esse é o seu caso, fique tranquilo, pois neste post traremos algumas dicas de comportamento para cuidar de pais idosos. Confira:

Conversar de maneira paciente é fundamental

Se os pais idosos necessitam de cuidados, é natural que não tenham mais as funções motoras e sensitivas aguçadas como em outrora. Por isso, a paciência deve ser um item indispensável para um cuidador, especialmente quando é uma relação entre pais e filhos. Muitas coisas deverão ser repetidas e, em alguns casos, por se sentirem constrangidos, eles tentam realizar tarefas que a atual situação não permite.

É na mesma linha da paciência que entra a a educação, a gentileza, o respeito e a honestidade — mas é claro que você já sabe disso, afinal, está cuidando de um ente querido.

Mostrar que o idoso têm independência

Por mais simples que sejam, algumas atitudes podem ser um diferencial na rotina de cuidados com os pais idosos. Uma delas está em demonstrar que, mesmo precisando de ajuda para algumas tarefas, os idosos ainda têm independência e poder de decisão.

Claro, se for algo necessário, é possível usar o poder de persuasão para mudar essa decisão, sempre com muito respeito.

Deixar o idoso mais confiante

A confiança deve ser trabalhada por meio do incentivo. Nesse caso, se você sabe que ele pode realizar determinada atividade, mesmo que seja mais cômodo para ambos, é importante incentivar. Dessa forma, além de evitar novos problemas de saúde, vai aumentar a autoestima da pessoa idosa, o que levará a uma convivência mais leve e agradável.

Evitar certos assuntos ao cuidar de pais idosos

Assuntos que remetam a nostalgia, tristezas e problemas que os idosos não podem acompanhar devem ser evitados. A sensação de impotência deixa qualquer pessoa triste e sem foco. Imagine quando um idoso conversa sobre algo que lhe aflige, mas não pode tomar nenhuma atitude em relação a isso. A tendência é ficar mais debilitado ainda!

Outros assuntos como morte, tragédias e problemas familiares e pessoais não devem fazer parte da pauta do dia a dia. O autocontrole é mais importante do que qualquer conhecimento na hora de cuidar de um idoso, principalmente se esse for seu pai ou sua mãe. Quanto mais descontraída e agradável for a conversa, melhor será.

Manter a discrição

Em geral, os pais idosos naturalmente já sentem vergonha de serem cuidados pelos filhos e de não poderem mais realizar certas coisas que faziam antigamente. Por isso, um assunto delicado e um acontecimento íntimo deve ser mantido no ambiente familiar, inclusive, somente entre os envolvidos.

Expor a intimidade poderá abalar a relação de confiança e o idoso não conseguir lidar com a situação. A única exceção, nesse caso, seria o profissional de saúde, o qual deve ficar por dentro de todos os acontecimentos.

Essas são algumas dicas que você deve ter na hora de cuidar de pais idosos e melhorar tanto a sua relação quanto a qualidade de vida deles!

Gostou do conteúdo? Curta nossa página no Facebook e fique por dentro de mais dicas e informações como essas!


Compartilhe nossos Artigos!

Victória Régia

Empresa com mais de 28 anos de experiência no segmento nosso intuito é ajudar da melhor forma possível com dicas, noticias e cuidados. Trabalhando assim em prol da saúde tanto do paciente como da família e sociedade.

Victória Régia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *