Como controlar o colesterol na terceira idade?


O colesterol é um tipo de gordura encontrada no corpo humano, sendo essencial para o seu funcionamento. Ele faz parte das membranas de células presentes em nosso organismo e é utilizado também para a produção de hormônios, vitaminas e outros componentes que auxiliam na digestão, como a bile.

Os mais importantes tipos de colesterol são o LDL — lipoproteína de baixa densidade — e o HDL, que é a lipoproteína de alta densidade.

O primeiro é conhecido como “mau” colesterol, ou colesterol “ruim”, sendo responsável pelo depósito de gordura nas paredes das artérias, podendo promover doenças como a aterosclerose (“entupimento” das artérias por placas de gordura). Já o HDL é conhecido como “bom” colesterol, sendo responsável por transportar a gordura do sangue para a bile e para as fezes e acabam eliminadas do organismo. Quanto maior a concentração no sangue, maior o efeito protetor contra doenças do sistema circulatório.

Portanto, controlar o colesterol é imprescindível para a saúde de todos, especialmente a do idoso, que requer uma atenção especial.

Como saber se os níveis de colesterol estão adequados na terceira idade?

Vários fatores estão relacionados com alterações nos níveis de colesterol. Alguns deles, como sexo, idade e fatores genéticos não podem ser alterados. Outros estão associados ao estilo de vida do indivíduo, como sedentarismo e uma alimentação inadequada.

Tanto na terceira idade quanto nas demais, é possível identificar os níveis de colesterol através de um simples exame de sangue. Os resultados devem ser levados a um médico, que os interpretará e fornecerá o diagnóstico apropriado.

Ações que ajudam a controlar o colesterol

Reduzir o consumo de gorduras saturadas

Elas são ricas em colesterol, como os alimentos de origem animal. Carne vermelha é aconselhável somente duas vezes por semana, preferencialmente os cortes mais magros. Substituir queijos gordurosos por versões mais magras também ajudam. Peixes e cortes magros de frango, sem a pele, não apresentam tanta gordura, se tornando excelentes opções.

Consumir alimentos ricos em fitoesteróis

Azeite, óleos vegetais crus, nozes, feijão, legumes, verduras e alimentos enriquecidos, como creme vegetal e iogurtes são ótimos alimentos, pois são ricos em fitoesteróis.

O colesterol e os fitoesteróis têm a estrutura química semelhante, de forma que as duas substâncias competem para serem absorvidas pelo intestino. A consequência disso é que quanto mais fitoesteróis ingeridos, menos colesterol será absorvido. Além disso, alimentos ricos em fibras também diminuem a absorção de colesterol.

Consumir boas fontes de ômegas 3 e 6

O consumo de ômegas 3 e 6 também são importantes, pois possuem propriedades anti-inflamatórias que reduzem a concentração de gordura no sangue, sendo capazes de evitar a formação das placas de gordura na parede das artérias, além de auxiliar na cicatrização, diminuição do colesterol LDL e ainda reduzir a gordura corporal.

Boas fontes de ômega 3 são peixes e alimentos como linhaça, nozes, óleo de canola, rúcula e milho; e boas opções de ômega 6 encontramos em carnes, ovos, leite, oleaginosas e óleos vegetais. Apesar de vários alimentos possuírem nutrientes importantes, é necessário o consumo balanceado a fim de se evitar a ingestão exagerada de colesterol.

Fazer atividades físicas regularmente

Essa é uma maneira eficiente de reduzir a gordura corporal, reduzir LDL e aumentar o HDL. Exercícios físicos são um importante anti-inflamatório do corpo, impedindo que as moléculas de colesterol se acumulem, além de melhorar o condicionamento físico e cardiorrespiratório, facilitando o controle de pressão, colesterol e peso na terceira idade.

Largar de vez o cigarro

Abandonar o cigarro é fundamental. As substâncias nocivas presentes no cigarro predispõe o processo inflamatório que causam o acúmulo de colesterol nas artérias. Para pacientes que já apresentam o colesterol alto, o hábito de fumar se torna ainda mais perigoso.

Apesar de todo o esforço, às vezes os níveis permanecem descontrolados, sendo necessária a utilização de algum medicamento prescrito pelo médico para auxiliar a controlar o colesterol. O tempo de tratamento será definido de acordo com cada caso.

Agora que você já descobriu como controlar o colesterol na terceira idade, entenda melhor sobre os sinais de diabetes, quais são os sintomas da doença e como funciona o tratamento.

Compartilhe nossos Artigos!

Victória Régia

Empresa com mais de 28 anos de experiência no segmento nosso intuito é ajudar da melhor forma possível com dicas, noticias e cuidados. Trabalhando assim em prol da saúde tanto do paciente como da família e sociedade.

Victória Régia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *